Buscar
  • Luciele Stochero Otorrino

REFLUXO LARÍNGEO-FARÍNGEO...VOCÊ JÁ OUVIU FALAR?



Nosso estômago produz o ácido gástrico para auxiliar na digestão dos alimentos

Muitas vezes (por diversos fatores como: alterações anatômicas, estresse e hábitos alimentares) este ácido pode subir até a garganta, atingindo a laringe e a faringe. É isto que chamamos de refluxo laringofaríngeo!



Quando isso ocorre, esta região (que possui uma mucosa muito sensível e que não está preparada para recebê-lo), fica irritada e podemos apresentar sintomas como:

ardência na garganta;

-dor de garganta;

-alterações da voz;

-sensação de “bola na garganta”;

-queda da imunidade local com aumento de infecções;

-tosse;

-pigarro;




O diagnóstico é feito através da análise da: história clínica do paciente, do exame físico e com o auxílio da videolaringoscopia (exame realizado com uma pequena câmera flexível que nos permite avaliar a faringe e a laringe e identificar sinais típicos desta alteração).

O tratamento é realizado com: cuidados alimentares, mudança de estilo de vida e medicamentos específicos.



6 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo